Entrevista com a Chef Evelize Fraga
Publicado em 00/00/0000

Evelize Fraga fala sobre sua paixão. A culinária! E claro que uma das receitas da vida é ser feliz fazendo o que se gosta. E acreditar em nossos sonhos pode ser a chave para o sucesso.

Como começou sua história com a culinária?

Foi por acaso. Antes de me formar em Gastronomia já tinha formação em publicidade. Trabalhei nesta área por um bom tempo e um dia por acaso estava passando em frente a uma loja que tinha uma vitrine com bolos decorados e me encantei. Lá davam cursos e dali para a frente nunca mais parei, descobri um novo mundo. A confeitaria tomou conta da minha vida. No início foi difícil, escolhi largar um emprego de concurso público para me dedicar a arte da confeitaria e muitas pessoas falaram que não daria certo. Mas coloquei nas mãos de Deus e em nenhum momento me arrependi de ter feito uma das melhores escolhas da minha vida.

Na cozinha de casa você também é a Chef?

Às vezes sim, mas meu marido cozinha muito bem e amo quando ele cozinha pra gente.

Quais os seus pratos preferidos?

Os pratos que amo comer é moqueca capixaba e massas em geral. Ah e chocolate sempre de sobremesa.

Qual o maior desafio para se tornar uma Chef?

Encarar o dia a dia com suas surpresas, às vezes se virar quando alguma receita não dá certo e descobrir como acertar. A gastronomia é um mundo cheio de desafios, mas que recompensam a cada resultado com êxito que temos.

Você tem um espirito empreendedor?

Sim com certeza. A todo tempo penso em como posso inovar, atrair mais pessoas para este mundo delicioso.

Como foi a experiência de participar do Que Seja Doce?

Foi um momento maravilhoso, um sonho realizado. Um mix de ansiedade, alegria, muitas sensações. Mas no final ganhar o programa me fez muito feliz e mais animada a continuar a ensinar mais e mais pessoas.

O que você mais aprecia na culinária capixaba?

Moqueca com certeza. Um prato amado por muitos capixabas.

Qual foi sua pior receita? E a melhor?

Por incrível que pareça o Macaron já foi a minha pior experiência na cozinha até conseguir acertar a receita e hoje é minha melhor.

Qual foi aquela que “marcou” sua vida como Chef?

Meu bem casado fez muito sucesso quando eu fazia encomendas para casamentos. Até hoje tenho clientes que ficam me implorando para voltar a fazer, mas não dá mais tempo infelizmente.

Quais chefs te servem de inspiração?

Chef Bertrand Busquet da Callebaut, excelente chocolatier e pâtisier.

Deixe um conselho para nossos Leitores e apaixonados por culinária.

Faça o que você ama! Na verdade, isso se aplica não só ao trabalho, mas tudo na vida. Nada vale a pena sem amor.

Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro a comentar este artigo.
Insira seu nome e seu e-mail para deixar seu comentário:
Nome: Email:
CMS - DESENVOLVIDO POR LOGGIN - SOLUÇÕES INTELIGENTES